manifestando o Reino em meio à adoração, intercessão e batalha espiritual

Nossa nação não pertence aos posseiros

  • Por uma consciência de propriedade da terra. Não somos posseiros ou invasores do nosso território. Deus nos plantou nessa terra do Brasil. Que saiam os posseiros. Lv 25:2b

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

Gênesis 1:26-28

Nós temos o direito legal sobre a terra, desde a criação. O nosso Deus deu a terra aos filhos dos homens, justamente para que eles tivessem o domínio. Por causa do pecado, perdemos essa condição. Mas Aquele que trás o governo sobre os ombros, ao vencer no calvário, nos devolveu a autoridade sobre o território que nos entrega. 

O texto que introduz o assunto do Jubileu, se inicia indicando que ele deverá ser observado quando entrassem na terra que o Senhor lhes dava. A entrada dos israelitas na terra significava expulsar os posseiros e se apropriar do que lhes havia sido entregue. Isso nos remete ao entendimento de que não pode haver Jubileu, se não nos enxergarmos como dominadores legais do território.  

Por causa disso, nesse dia de jejum, é importante discernir quais autoridades infernais que ainda tem liberdade em nossa rua, nosso bairro, nossa cidade, nosso estado e nossa nação. Discernir também, os pecados que deram direito legal aos posseiros para permanecer governando essas áreas. É claro que isso não se faz num dia, mas é preciso se dedicar a isso sistematicamente. Essa uma das razões pelas quais não podemos diluir nossa atenção com outros alvos de oração. Temos muito trabalho pela frente. Mesmo que pareça impossível, além das informações históricas e geográficas que podemos obter, confiaremos na revelação do Espírito Santo. Somente por intermédio Dele que esta meta se torna realizável.

Vamos deixar abaixo um vídeo que já compartilhamos com vocês em outra oportunidade. Acreditamos que valha a pena retomar o tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado