manifestando o Reino em meio à adoração, intercessão e batalha espiritual

Reunião Mensal Núcleo São Paulo / mar 19

Olá guerreiros!

Como estão todos? Espero que firmes no combate pelo Reino!

Informando mais uma Reunião do Núcleo São Paulo

Como de costume, enfrentamos mais um tempo de grande resistência por parte das trevas. Diferentemente de nós, que temos tido dificuldades em nos juntar de forma compacta, para cumprir nossa missão, a escuridão tem formado um bloco coeso para nos resistir. Por isso iniciei o encontro lendo o capítulo 4 de Ester.

Ali vemos o esforço de Mordecai (tipo do Espírito Santo), se esforçando pra despertar Ester (tipo da igreja). Já havia um decreto de morte e a sombra desse terror já estava espalhado por todos os lados. No entanto, até aquele instante, a rainha ainda não sabia disso. Depois de ser informada, num primeiro momento, ainda não conseguia compreender que cabia à ela tomar uma atitude. Após as explicações de de seu mentor, seus olhos foram abertos e ela compreendeu que havia sido por isso, que ela tinha chegado a essa posição.

Queridos valentes dessa guerra, não sei dizer quantos de vocês que estão mais longe, puderam acompanhar a reunião pela internet. Mas pude avaliar com certeza, a pequena frequência dos guerreiros de perto. Entendo que todos nós tenhamos muitos afazeres e todos eles de considerável importância. Sei também que ainda existem os problemas de saúde, questões familiares e vários compromissos, alguns deles, ministeriais, inclusive. E nada disso pode ser desprezado. A questão é que, havemos de discernir a prioridade que iremos atender.

Quanto vale uma vida? Quanto vale um casamento? Quanto vale uma família? Quanto vale uma criança, um adolescente, um jovem, um homem, uma mulher ou idoso? Quanto vale uma empresa? Um bairro? Uma cidade? Um estado? Um governo? A Igreja nacional? Quanto vale o Brasil e todos os propósitos que foram depositados nele, a fim de que ele possa abençoar as demais nações da terra?

Quando Ester entendeu sua posição e o valor que ela mesmo atribuiu à continuidade da existência do seu povo, pronunciou a célebre frase: “se perecer, pereci”. Isso se alinha com o que Jesus disse para quem quiser ir após Ele: negue-se a si mesmo e tome dia a dia a sua cruz. Todos os compromissos de Palavra Viva, conforto da glória do céu, honra de ser igual a Deus e vantagens de ser “apenas” espírito, foram deixados de lado, para parar a morte que nos era justa. Além de tudo que essa obra opera em nós, também nos serve de modelo. Jesus largou tudo para nos socorrer. Acredito que Ele esteja querendo que façamos o mesmo, a fim de socorrer o Brasil e as nações.

Detesto comparar o poderoso Reino de Deus com o ridículo reino das trevas. Detesto comparar a Igreja de Jesus Cristo com as caóticas estruturas usadas por satanás. Mas é terrível saber que adoradores infernais estão jejuando, sacrificando bebês, virgens e animais, além de manter uma marcação cerrada sobre a igreja, a fim de destruí-la, se isso fosse possível. Enquanto isso, nós não conseguimos estar juntos uma vez por mês, com o propósito de interceder e guerrear em meio à adoração. Que mensagem estamos passando para o mundo espiritual? Será que enchemos o coração do nosso General de orgulho, por seu exército? Ou por outro lado, provocamos uma série de gargalhadas dos inimigos do Reino, pois conseguem nos dispersar e confundir, como crianças perdidas de seus pais?  

Não escrevo nada disso por achar que não saiba dessas coisas, ou não queira participar desse confronto com maior intensidade. O propósito aqui é apenas aumentar o foco em que tipo de atitude envolve este chamado para interceder e guerrear por esta nação, dentro do Ouviram do Ipiranga. Com a maturidade que cada um de vocês intercessores possuem, acredito que consiga me fazer entender. Estou pedindo humilde e encarecidamente que todos nós possamos “jejuar nossos 3 dias”, como fizeram os judeus, dos dias de Ester. Um sacrifício precisa ser feito. algum sinal mais dramático precisa ser enviado ao céu, de que realmente estamos dispostos a morrer, se for necessário, para ver o nosso Deus aperfeiçoando o que Ele mesmo já começou. E desde já agradeço a compreensão e o esforço da cada um, no desejo de alcançar este alvo. Envolva-se em nossa próxima reunião.


 


Não fazendo corpo mole diante da oposição do inimigo, oramos e adoramos, como fazemos em cada um de nossos encontros. Fomos despertados a não nos sujeitar à aparente pressão infernal, mas nos levantarmos em unidade, usando nossa boca para declarar, profetizar e decretar nossa vitória, pois certamente, o Senhor dos Exércitos estava conosco.


O próprio Senhor nos afirmou seu compromisso em aperfeiçoar o que havia iniciado. Reafirmou que abalou e abalará ainda muitas estruturas em nossa nação, mas está determinado a fazer sua obra avançar. Já nos deu chaves e preparou portas por toda a nação. Existem corações preparados para ouvirem essa mensagem. Muitas obras esquecidas e abandonadas em meio ao seu choro, serão levantadas, pois o Ouviram será como a resposta do Senhor.


Isaías 28:14-23 e 31:1-9 foram liberados como palavras a serem aplicadas à nossa realidade.


Terminamos nossa reunião orando por nosso envio triplo: Ap Paulo de Tarso, Ap Paulo Souza e Profeta Fábio. Ainda que essa não seja uma viagem específica do Ouviram, pretendemos fazer alguns contatos importantes e deixar um Núcleo do Ouviram já funcionando naquela localidade de Cuiabá / MT.


 


Não incluímos a viagem à Natal/RN, porque sua data foi alterada, em virtude de programações locais. Provavelmente já tenhamos essa data definida em nosso próximo encontro mensal.

Esse foi o resumo de nosso tempo de encontro.

Solicito a cada um dos guerreiros que não se deixe esmorecer ou desanimar. Temos fé completa que estamos avançando. Temos fé completa que não estamos sendo cercados, mas cercando. Em meio à todas as lutas e combates, olhamos para o sepulcro vazio e concluímos que nossa sorte foi mudada. O Nome de Jesus, a cobertura com seu Sangue e a presença de seu Espírito em nós, é um selo de autoridade ainda mais poderoso do que o anel dado a Moedecai. É com essa autoridade que vamos deter a morte em toda a nação, declarando: Ouviram do Ipiranga? Jesus Cristo é o Senhor do Brasil!

Grande abraço a todos!

Shalom

NOSSA PRÓXIMA REUNIÃO MENSAL SERÁ EM 29 DE ABRIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado